Páginas

01/11/09

ANTÓNIO SÉRGIO (1950-2009)























O Mestre deixou-nos hoje de manhã, vítima de ataque cardíaco.
O velório realiza-se hoje a partir das 18.00, na Basílica da Estrela.
A Missa de Corpo Presente terá lugar na Basílica da Estrela amanhã às 15.00, seguindo o cortejo fúnebre até ao Cemitério dos Prazeres.
A seu pedido e da sua família, a sua voz continuará a ouvir-se na Radar. Estamos sem palavras.

391 comentários:

1 – 200 de 391   Mais recente›   Mais recente»
Jacobus71 disse...

Auuuuuuuuuuuu!

Anónimo disse...

Acabei de abrir o blog da Radar e fiquei chocada... é com grande pena que leio estas palavras...

Mas a sua voz ficará para sempre.

Alex disse...

Muito triste mesmo...

jgorito disse...

António, és eterno! Está a tocar Echo and the Bunnymen enquanto escrevo estas linhas! É a minha homenagem!

Abraço, onde quer que estejas.

katvie disse...

Que triste noticia......

Filipe Borges de Macedo disse...

Obrigado António, ajudaas-te-me a ser quem sou!
RIP

Leal disse...

Grande António, é com muita pena minha que oiço tal notícia. Mas uma coisa é certa, a tua voz será eterna!

Abraço amigo e descansa em paz...

Flask disse...

obrigado pelos serões de companhia que me deste, ensinas-te a ouvir a vida de outra forma. agora descansa em paz nosso grande LOBO ANTÓNIO SÉRGIO.RIP

Anónimo disse...

Sinto que perdi um amigo, uma companhia fiel nos melhores e piores momentos.. :(

Miguel Ferreira da Silva

Anónimo disse...

Fiquei chocado. Que grande locutor de rádio que foste. Acompanhei desde o inicio o programa Viriato 25 e foi provavelmente o melhor programa que alguma vez houve na Radar.

Obrigado Sérgio...

Anónimo disse...

Que vai ser dos meus serões daqui para a frente? Oh que vida maldita em que não estamos preparados para a perda de alguém que nos é tão quierido...

Patrícia disse...

Absolutamente inacreditável não poder ouvir mais o "Lobo". A rádio em Portugal e todos nós ficámos mais pobres... Condolências à família, amigos e colegas.
Moro fora de Portugal e a Radar é a minha companhia em Português. Obrigada a todos, e até sempre António.

Anónimo disse...

O lobo parte mas os seus uivos continuarão sempre a ouvir-se na noite. Ate sempre amigo.

AnaJ

Miguel Oliveira disse...

A grande maioria dos Radialistas da maioria das Radios podem morrer pois são atentados á cultura e inteligência.

Antonio Sérgio não pode morrer.

A vida é infinitamente injusta.

pacxito disse...

Obrigado Sérgio pela marca que deixaste, fazendo a diferença, não só em mim mas na rádio nacional.

O Éter fica decididamente muito mais vazio.

A melhor homenagem a fazer é continuar o trabalho do Sérgio, pela rádio com suor dedicação e cunho pessoal. Abraço para os familiares, amigos e resto da equipa.

Filipe Cardoso disse...

Mestre António Sérgio, obrigado por tudo!

Anónimo disse...

Obrigado Antonio pelos bons seroes em que tu e a tua musica nos acompanharam. Mesmo fora do pais, a tua voz era uma companhia regular.
Descansa em paz.
Romeu

Barão Cardadeiro disse...

Um grande obrigado aquele que sempre tive por mestre. Um homem que esteve sempre à frente do seu tempo.
Condolências à familia, amigos e companheiros de rádio.
Descansa em paz.

Anónimo disse...

E agora? Que notícia, não estava nada à espera de receber uma notícia dessas... O Lobo vai ser sempre eterno! Pela voz e pela mensagem que passou a pessoas como eu a Amar a rádio!
RIP!
Lúcia Nunes

Anónimo disse...

Já estou a ficar farto de ver as minhas referências desaparecerem...
Sentidos pêsames à família e amigos...
Obrigado António por teres feito de mim um melhor apreciador da música.
Até Sempre.
Jorge Baião

Nuno Cortez disse...

Sou do tempo do "som da frente". Aprendi a ouvir música nos 80's com este senhor.E ele deu-me asas, e eu fui descobrindo o meu som. Foi com frande satisfação que o vi aterrar na RADAR, porque ele e a RADAR complementavam-se. Grande mestre, deixas bons discipulos. A música não morre.

Jose disse...

Não deixou não!! Pessoas com este carácter não abandonam, renovam! Foram, que me lembre, 25 anos dos meus 35 a ouvi-lo!

onemanclapping disse...

É altura de lamentar não ter ouvido todos os dias o programa deste mestre da rádio...

Deixa muitas saudades, não só aos ouvintes da Radar, mas a todos que nestes últimos quarenta anos cresceram a ouvi-lo entre músicas que marcam, marcando assim a sua voz...

iur disse...

E agora?

Anónimo disse...

Obrigado por 30 anos de companhia, por todas as influências desde o rolls rock. Quando tinha 14 anos eu esperava até à meia noite para ouvir e gravar em K7's manhosas os teus programas. Como músico e quando me perguntam quais as bandas/artistas que mais me influenciaram, invariavelmente a minha resposta é: António Sérgio.
Até um dia.
Joao Alexandre

roque disse...

O Mestre viverá sempre na memória daqueles que tocou.
Posso deixar aqui uma história: estive em erasmus e recomendei a Radar a um amigo italiano numa conversa no metro. Passados meses (já eu não me lembrava) ele veio agradecer-me a excelente dica e falou-me do programa do senhor da voz rouca e grave, quase hipnótica, que ele não percebia o que dizia, mas que passava a melhor música!

Os meus sinceros sentimentos à família, aos amigos e aos colegas da Radar.
Até sempre!

Anónimo disse...

''nenhum homem é uma ilha isolada e a morte de um, é a morte de um pouco da Humanidade, por isso, quando ouvires os sinos dobrar, nunca perguntes por quem, eles dobram por ti também...''
John Donne
Paz à alma do Mestre que nunca o esqueceremos.
Do norte já com muita saudade...
Belmiro

Ric Jo disse...

Senti grande tristeza quando soube da partida do grande mestre António Sérgio. Companhia desde da Hora do Lobo na Comercial e companhia inseparável no Viriato 25, estando longe de Portugal o António Sérgio era aquela ligação privada e pessoal. As minha condolências à sua família. Todos ficamos a perder.

Proponho à Radar que coloque todos os episódios do Viriato 25 em formato podcast e que os aloje algures na net para que possamos ouvir e voltar a ouví-los quando quisermos e precisarmos.

Paulo disse...

Sorte a doa anjos que vao passar a ter a tua companhia !
Adeus amigo !!!

Anónimo disse...

Sinto que perdi um amigo que me acompanhava todos os dias.

Anónimo disse...

life sucks.
dead sucks even more.

mikegodin23 disse...

Bem hajas, Grande Mestre.

Luís disse...

Obrigado pelos 25 anos a ouvir uma maneira diferente de fazer radio...

ruim disse...

R.I.P - REST IN PARTY

João disse...

Nem quero acreditar. Seguia o Viriato desde o Som da Frente e a minha playlist foi moldada por ele.
Estou verdadeiramente órfão e o Outono vai ser ainda mais cinzento.

RADAR, temos que lhe dar a eternidade!

Anónimo disse...

Uma voz que ficará para sempre! E nós ficamos mais sozinhos...
Uma optima companhia para as noites...Adeus Mestre!

Carlos Morais disse...

Que grande tristeza,
algures em 1980/81, comprei um walkman só com rádio e comecei a ouvir os seus programas - o rolls rock, o som da frente... foi toda a vida, tantas tantas horas na sua companhia, tantas descobertas que lhe devo.
Hoje faço um programa de rádio (na Bélgica), graças a ele. E tento ser como ele, personalizado, irreverente, motivado pelo gosto e não pelas modas. António Sérgio foi, é, o maior DJ de rádio português de todos os tempos!!!
Nunca teve em vida o reconhecimento que merecia, somos uma merda dum país, mas viverá sempre nos nossos corações.
à D. Ana Cristina e restante família os meus sentidos pêsames

Pedro Amaro disse...

li a noticia no publico quando acordei... nao acreditei e pesquisei noutros sites de noticias... é a verdade... dura e crua e real...
a tua voz nunca vai desaparecer dos nossos ouvidos... para sempre te vou ouvir antónio...
os meus pesames sentidos à familia

. disse...

Conheci o trabalho do António Sérgio relativamente tarde. Em finais de 1999, estava ele na rádio comercial a fazer a hipnótica hora do lobo, lembro-me de durante semanas ter ficado 'vidrado' no filme blair witch project, só por causa da promoção que ele fez ao filme.
No meio de músicas escolhidas a dedo, surgiam 'bocadinhos' do filme promovidos pela voz rouca e sedutora do antónio sérgio.
Foi a ouvi-lo que conheci a minha mulher, minha companheira, e mãe do meu filho.
Nem que seja só por isso, obrigado António Sérgio. Que descanses em paz. Ainda a semana passada ouvi parte do viriato 25, e o que ouvi serviu precisamente para adormecer o meu filho. O meu tesouro.
A morte não vale mesmo nada....

Daniel Vieira disse...

Adorava a sua voz grave e tranquilizadora quando ele fazia "A Hora do Lobo". Também realizei programas numa rádio local e aprendi muito com ele... PQP as doenças "da moda"... :(

silex_bar disse...

Obrigado António Sérgio. A lista continua a ser rebelde!

Pedro S

Z.C. disse...

Precisamente no dia em que se completam oito anos sobre o desaparecimento de um amigo e referência pessoal, eis que agora é uma outra referência que parte.
Como escrevi por aí algures na net há uns minutos, aposto que o António Sérgio já anda a preparar uma nova playlist para onde quer que vá a seguir.
Sempre contra a maré a divulgar coisas boas, ao longo de gerações.
Que outros sigam as pisadas deste Lobo. António Sérgio morreu, viva António Sérgio!

Anónimo disse...

Hoje expliquei ao meu filho o que era deitar-me e ouvir o Rolls Rock e o Som da Frente com o rádio de pilhas debaixo dos lençóis para não acordar os meus pais. António Sérgio ensinou-me a gostar de música. Obrigado António.

Anónimo disse...

até sempre amigo. a tua voz vai deixar saudades.

Anónimo disse...

Um Grande abraço Antonio Sergio. Vai olhando pela musica ...
... e para a musica .
Onde quer que estejas...

Paulo Silva

the music that counts disse...

Estou a ouvir a Radar e ainda estou em choque! Parei para vir aqui dizer que não disse tudo o que gostaria de lhe ter dito neste espaço, por inibição. As palavras para um mestre como o António Sérgio deveriam ser especiais e nunca pensava que eram. Adormecia ao som das tuas músicas e da tua voz, baixinho para não incomodar vizinhos. Espero mesmo que a tua voz e as tuas escolhas continuem a passar na Radar.
Porque um lobo nunca morre, lembrar-me-ei de ti sempre que olhar a lua cheia e não só. Obrigada por esse exemplo de lealdade e amor por aquilo que tão bem fazias: mexer na música e em nós.
Um abraço

strange quark disse...

Hoje, que deveria ser um dia feliz para mim, não era dia para receber esta notícia. Mestre da companhia radiofónica desde os tempos do Som da Frente até aos microfones da extinta XFM, onde lhe perdi o rasto, até o encontrar aqui na Radar.

Obrigado pelo muito que me ajudaste a descobrir. Um muito sentido obrigado por tudo.

Paulo Lopes disse...

Nem quis acreditar quando soube da tua partida. Obrigado António Sérgio pelos todos ao momentos agarrado à "tua" rádio.... Lança Chamas / Som da Frente / Hora do Lobo

Anónimo disse...

Um choque! Ainda sexta-feira houvi o "Viriato 25", mal sabia eu que pela última vez.
Foi com ele que me iniciei neste "vicio" da música, no "Som da Frente", nos anos 80. Sempre foi uma referência em termos Musicais, "servindo-nos" sempre o melhor que se vai fazendo por esse mundo fora.
Até sempre, António Sérgio.

Rui Remoaldo

Luis disse...

A Voz e a Música de António Sérgio irão permanecer para sempre na minha Memória.

Luís P. Borges

Anónimo disse...

Que perda tão brutal e inesperada...
Das coisas que mais me custaram "ultimamente" foi a RADAR não ser transmitida no Porto...
Senti que fui espoliado da minha maior referência na música, O António Sérgio.
Não adiantou tentar saber quando iriam transmitir cá. A resposta foi curta e incerta. Se calhar... Um destes dias...
Desde esse dia nunca mais ouvi o Senhor no meu carro, no meu trabalho...
O que perdi, nem eu sei, mas foi muito, mesmo.
RADAR, agradeço que disponibilizem, da melhor forma que puderem e souberem, as horas que têm guardadas dos programas que ele fez.

Como cantou o Brian Briggs, "I'll see you on the other side"

Anónimo disse...

Lembro-me pequena, com o meu walkman debaixo dos lençois... a ouvir aquela voz que me adormecia... aquela voz que estará sempre nos nossos ouvidos...

Não deixem de passar as escolhas, as escolhas daquele mestre que me ensinou a apreciar a verdadeira música!

ANA MARTA (LX)

Anónimo disse...

Muitas horas me acompanhaste com a tua musica enquanto eu trabalhava, foste também fonte de alguma inspiração… Descansa em paz.

Luis Calado

sophia. disse...

Obrigada António, por cada noite em branco, por cada manhã em que acordava só para ouvir a tua voz.
Sempre fizeste parte da minha vida e da vida de muitos, continuarás sempre aqui. Se não de corpo, ao menos de alma e voz.
És a razão para eu ser quem sou hoje.

Até qualquer dia*

onemanclapping disse...

Já ninguém deve ler estes comentários de tantos que são (ainda bem, apesar da infelicidade do momento) mas dou dar uma segunda dose de opinião:

Leio por todos os fóruns, por todos os jornais, por todas as revistas, por todos os feeds noticiodos que António Sérgio foi o John Peel português...

Pois bem, concordo e discordo...

Concordo que o seu trabalho, a sua obra e o seu impacto na rádio portuguesa foi realmente comparável ao de Peel.

Mas "o John Peel português"? Não. John Peel quando faleceu não trabalhava numa rádio local onde apenas umas centenas de idealistas o estutavam. John Peel já não tinha de ir ter com os músicos, os músicos iam ter a John Peel e era mais que uma honra fazer parte de um projecto dele...

Portugal não teve John Peel. Portugal não mereceu António Sérgio.

TN disse...

Este sim, fez a diferença (e da diferença um direito).
Obrigado.

manuel texeira disse...

Um até sempre,obrigado António Sérgio,(linha da frente,hora do lobo).

Anónimo disse...

Até amanhã."TAKE CARE"

Bombastic disse...

Já chorei...

...foram 30 anos a ouvir e a aprender com o Mestre - O Lobo.

Sempre... Eterno...


Obrigado António Sérgio

sophia. disse...

Tão grande que transbordas no coração de todos.

t4urus disse...

=(

F disse...

:'-(
até sempre

Anónimo disse...

:(

Anónimo disse...

apareçam todos para se despedirem dele

Pedro Manuel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Manuel disse...

que não haja nem um minuto de silêncio por António Sérgio

j@@m disse...

É o pequeno Grande Lobo! Saudade

Anónimo disse...

"Only the good die young"...
Não haverá outro como ele.
NB-LX

Anónimo disse...

Uma voz para lá do eter. ÇLembro-me de, quando andava nas rádios piratas, todos os "miudos" queriam ter a voz como o António Sergio. Diziam que bebia bagaços em jujum, fumava cigarros uns atrás dos outros, para manter a voz. Não sei se seria verdade, mas o que é certo é que nunca ninguém teve a voz como ele.
Que serva de referência no futuro, como no passado, a sua voz e maneira de fazer rádio.
JPSA

sonia barroca moreira disse...

Estou com as lágrimas nos olhos...
António Sérgio o teu uivo ecoará para sempre!
Os meus sentimentos.

tlovesmusic disse...

E agora, António?
Ainda nem partiste e já as saudades se anunciam...
Devo-te mto (devemos-te mto!). Para mim, ao longo de mais de 20 aos, foste a diferença.
E agora, António?
Quem vou procurar?É mesmo verdade que morreste? Fecho os olhos e choro.
Que todos os grandes músicos e todas as grandes canções te tenham acompanhado no final...E que grande banda sonora seria...
Obrigada!

António Santos Neves disse...

Obrigado António e até sempre, amigo!

António Manuel Dias disse...

Obrigado por tudo. Sou quem sou também por tua causa.

Anónimo disse...

DE CERTEZA QUE A ESTA HORA A RADAR JÁ ESTÁ A PREPARAR UMA EMISSAO DE HOMENAGEM AO MESTRE !!!!

b_sushi disse...

Perde-se um homem, ganha-se um mito. Antonio, obrigado por tudo.

Bernard Sushi

João disse...

Que notícia tão inesperada e triste. Embora nunca o tenha conhecido, sinto que me morreu um amigo.
Hoje e sempre, vou ouvir os discos que me ensinaste.

Obrigado António, descansa em paz.

Anónimo disse...

Durante mais de 30 anos tive a sorte e o prazer de ouvir os programas do Sérgio e neles descobrir grandes sons. Ficará para sempre na minha cabeça a sua voz no primeiro programa que eu religiosamente ouvia nas noites da Renascença: "Rotação .... o amor pela música"

Cão da Morte disse...

António, take care. Stay out of trouble.

Anónimo disse...

Que grande personagem da Cultura Portuguesa. Obrigado pela grande música! Até sempre, António Sérgio. rogério alves

Anónimo disse...

Hoje perdi (perdemos) um amigo que nunca cheguei a conhecer pessoalmente mas que foi, sem dúvida alguma, aquele que mais me influenciou a nível musical. Belos momentos aqueles de 88, noites longas a estudar para os testes e a ouvir o Som da Frente...

Paz à sua alma, onde quer que se encontre, com muita e sempre, sempre excelente música!

Ass: Sílvia Pais

domingos silva disse...

Hoje morreu o meu ídolo maíor da Rádio. Substituo a música pelo choro e as palmas pelas lágrimas.
Obrigado António.

domingos silva disse...

Hoje morreu o meu ídolo maíor da Rádio. Substituo a música pelo choro e as palmas pelas lágrimas.
Obrigado António.

moises disse...

Obrigado António Sérgio, por teres incentivado muitos a procurar a diferença e mais importante a respeitar a diferença.

Muita música e até sempre!

Cláudia Lomba disse...

he saved many souls.

obrigada, António.

Náfi Rodrigues disse...

Fiquei em estado de choque ao ouvir esta triste notícia...
Descansa em paz e obrigada por todos os momentos que nos proporcionaste!
Serás sempre o eterno mestre da rádio!!

Anónimo disse...

NAO POSSO ACREDITAR!

Não acredito que umas das vozes inesqueciveis da nossa radio desapareceu!Nao acredito!Tantas tardes e noites a ouvir o "SOS RADAR pontinha da antena 97.8"...por favor repitam todas as emissões....to keep those moments forever

um grande abraço Antonio, de manha á tarde ou á noite, e sempre

Joao R

antonio borralho disse...

"...até Qualquer Dia."

Anónimo disse...

Esta hora do bolo é para ti, António!

Paulo Franco disse...

Oh Grande António Sérgio!
Obrigado pela companhia que me fizeste durante tantos anos!
Não esquecerei o Som da Tua Voz, que foi a melhor banda que sempre passaste!
Continuarás sempre por aqui, algures no Ar!

carlos disse...

ELE NÃO MORREU, CONTINUAREMOS A OUVI-LO NOS NOSSOS OUVIDOS ENQUANTO FORMOS VIVOS, PAZ A SUA ALMA. OBRIGADO POR TUDO.

Anónimo disse...

António Sérgio deixa uma marca profunda e indelével. Definiu o nosso gosto musical por mais de 3 décadas e sempre o fez de modo inconformista e militante.
Era uma voz livre, inspiradora, informada e transgeracional. O seu desaparecimento entristece e desarma, pelas décadas de promessa que a sua figura ainda fazia antever. A maior esperança na continuidade pelo culto dos sons do lobo reside na rádio que dignamente o acolheu e lhe deu a sua derradeira sede -a Radar.
Ainda assim, as noites de rádio nunca serão as mesmas.

Paulo Câmara

Anónimo disse...

Continua a passar musica donde estejas...

Poeta Prosador disse...

60 anos de poesia falada... o nosso obrigado.

Daniel Brito disse...

Haverá sempre um espaço branco no éter, e na rede, que estará preenchido pela memória do som e da voz que amava o que fazia. Obrigado António, pelo bom som da frente a viriato.

Um abraço para a Radar desde Mindelo- Cabo Verde

Anónimo disse...

António Sérgio, foste cedo demais. A tua forte voz fazia-me vibrar, espero que vibres e faças vibrar os espíritos lá para o sítio onde vais. Parte do teu espírito fica um pouco deste lado. I hope to see you on the other side. Um até sempre.

sophia. disse...

E um grande e sentido beijinho à Ana Cristina Ferrão e ao pessoal da Radar.

Que essa grande voz continue convosco, tal como continua em todos nós.

Rui disse...

Tantas tardes com o Lança Chamas, tantas e tantas noites...


Abraço à família e amigos.

Jumento disse...

Estou também sem palavras. Lamento imenso e vai-me fazer muita falta o Mestre.

Anónimo disse...

Obrigado António! Graças a ti somos todos um pouco mais ricos.

Anónimo disse...

RIP Antonio. Estarás sempre no ar. Os meus sentimentos á familia e amigos

Manha disse...

Chegou a "Hora do Lobo"!
Que descanse em paz...e obrigado!

Luis disse...

Uma das minhas referências...

Li agora a terrivel noticia e vieram-me as lágrimas aos olhos! Foi como se tivesse morrido o meu irmão mais velho!

Foi o meu mestre, a minha referência. Aprendi a gostar de musica com os programas que ele fez. Segui-o SEMPRE em todas as emissões de rádio. Encontrei-o muitas vezes em concertos e falámos bastante pois NUNCA desperdicei a oportunidade de o ouvir e aprender com ele...foi toda a vida, tantas tantas horas na sua companhia, tantas descobertas que lhe devo!

Tenho quase 52 anos e pela minha idade percebem que foi ELE o meu professor, o meu MESTRE, pois aprendi tudo com ele desde meados dos anos 70 e durante os anos seguintes.

Quando era miudo, aguardava ansiosamente pela meia noite para ouvir e gravar os programas dele. Ainda bem que conservo algumas dessas k7´s bem como muitos dos vinis que ele recomendava/aconselhava.

Muito do que oiço, gosto e sei DEVO EXCLUSIVAMENTE ao António Sérgio! Ele foi um homem que esteve sempre à frente do seu tempo.

Obrigado por mais de 30 anos de companhia, por todas as influências desde o rolls rock.

A tua voz, por desejo da tua família, continuará bem viva!

Não te esquecerei!

À família de António Sérgio, os meus mais sentidos pêsames.

Luis Cordeiro

Anónimo disse...

até sempre...
Marina

Pinheiro Luis disse...

Fico eternamente grato ao António Sérgio, por ter lutado como tudo e todos para que pudéssemos ouvir a música que hoje ouvimos.
Se é verdade que Deus leva para junto dele, os que mais gosta, então António ele gostava muito de ti, porque levou-te antes do tempo. Tinhas ainda muito que Uivar. Fica a tua voz como testemunha.
E como dizia Vergilio Ferreira, então alguém que viva se lembrar de nós, nunca morremos. Eu lembrar-me-ei sempre de ti.

Obrigado António anda Save Your Soul

p disse...

mais do que nunca, continuará sempre presente... misturado com a boa música no espaço etéreo...

obrigado pelas referências...

jocksilver7 disse...

"wir rufen Deine Wolfe
und rufen Deinen Speer
wir rufen alle Zwolfe
vom Himmel zu uns her."
(Friedrich Hielscher)

Esperamos sinceramente que os podcasts sejam de qualidade ETERNA.
Com ele tudo aprendemos, ao menos que os nossos filhos possam também aprender um pouco com uma memória sonora. Sem isso, o espírito de resistência da Rádio - de toda a Rádio- vai de certo morrer. Quem ama a música, a rádio, a comunicação, não pode permiti-lo, mesmo que em Portugal, felizmente, haja discípulos que, mantendo a sua originalidade, souberam recolher os seus melhores exemplos e com eles manter um certo estado de graça que não o triste encarneirar com a pretensa ditadura da preferência do público.
Hoje foi um dia triste.
Sérgio, !"one more with the Blue Oyster Cult!" - "Raise your can of beer on high, and seal your fate forever; Our best days have past us by, the Golden Age of Leather".

Coronel Kurtz disse...

As lendas não morrem!

Anónimo disse...

Vamos todos Uivar bem alto! que o LOBO viva enternamente!...

RuiBCosta

Anónimo disse...

Adeus MESTRE... :(
MM

José disse...

Death is not the end.

RIP António

borgesandra disse...

Keep on rocking wherever you are!

JR disse...

Continuarás a ser Grande!
O LOBO não será esquecido.

Piri disse...

Adeus Grande Mestre!
Obrigado por todas as lições.

Anónimo disse...

Obrigado António !
Foi contigo que aprendi que havia mais rádio para além das playlists !
Um "uivo" à tua memória !

João Silva Ramos

Jorge Bonifácio disse...

Grande António Sérgio tantas foram as tardes de sábado a ouvir o Lança Chamas e as noites a ouvir o Som da Frente.
És e serás sempre o maior.

Anónimo disse...

Conheci-te no "rolls rock" e desde então foste o melhor "professor"/amigo....
Lembrei-me da luta da X FM e como foi ultrapassado e agora...
Bem Hajas onde estiveres...

Luís Pereira disse...

Na Comercial nunca esquecerei o Lança Chamas ao Sábado à tarde e o eterno Som da Frente.

Ainda tenho cassetes com gravações do Grande Delta na XFM...

Obrigado por me teres ensinado a ouvir música.

Adeus.

Anónimo disse...

Um imenso obrigado por nos fazeres crecer musicalmente

Anónimo disse...

Foi através do António que tive o primeiro contacto com a música punk, essa expressão musical urbana, underground que ele tão gostava de "passar" no Rotação na RR (penso que entre as 00h00 e a 01h00). Em 1980 (tinha eu 20 anos) fui com um amigo meu e o meu irmão mais novo ver os Ramones no Dramático de Cascais... foi talvez das sensações mais incríveis que senti em toda a minha vida, eu ali a uns poucos de metros da minha banda favorita...
Depois continuei a segui-lo pelo Rolls Rock, Som da frente etc e entretanto "perdi-o" durante uns valentes anos.
Quando hoje de tarde, a ouvir a TSF soube da noticia, fui a correr ligar ao meu irmão, já o "autista" e o Zé Pedro o tinham ligado a informar.
Senti um vazio enorme pelos anos que deixei de o ouvir, fiz mal, deveria tê-lo acompanhado, mesmo que a vida me tivesse desviado a atenção para outros lados.

Deveria tê-lo acompanhado...

As "viagens" que eu faço ao fim de semana pelo youtube a ouvir/ver B-52´s, Talking Heads e tantos outros com lágrimas de alegria e saudade é por "culpa" do António.

p.s. o meu nome é César Ribas e sou irmão do Ribas... o dos Tara Perdida, Censurados, Kamones, e era ele que vinha comigo naquela noite memorável em 1980 ;)

J.M.C. disse...

Obrigado Antonio por 30 anos de companhia e de descoberta (desde o "Rotacao"). Tambem eu durante anos gravei religiosamente cassettes para te poder ouvir nos dias seguintes, pratica que mantive ate sexta-feira passada, ainda que com outra tecnologia. Continuaras sempre connosco, mas vais fazer-me muita falta.

Um grande abraco desde Inglaterra e muito obrigado por tudo o que fizeste por mim.

Joao

Anónimo disse...

Muito do que hoje sou musicalmente, também foi culpa tua... António Sérgio, fico eternamentente grato!!! Continuarei sempre na luta. A tua luta, a nossa luta! pela música!

Até sempre
Francisco Rebelo

Sara Gale disse...

Adeus António, obrigada.

ferreiralopes disse...

A noite dita por essa voz
grave
e repousante,

sempre à frente dos sons
com que se confundia...

Foi um prazer,
António.
O meu obrigado.

Anónimo disse...

R.I.P Mestre... <3

Leonor.

M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FF disse...

Para o António Sérgio, apenas uma palavra:
Obrigado

nuno disse...

uma canção q define o momento:

saudade - Love and Rockets

M. disse...

O ANTÓNIO SÉRGIO

Lembro-me perfeitamente do dia em que nos conhecemos no estúdio da Rádio Comercial, em 2001.

Eu estava em emissão até à 01:00 e o António Sérgio entrava logo a seguir com “A Hora do Lobo”.

Eu tinha acabado de chegar à Rádio Comercial e era o mais recente membro da equipa.

O António Sérgio recebeu-me como só ele sabia, com simpatia e incentivo.

Nesse dia, fiquei a perceber que estava perante uma pessoa como há poucas, humilde, com uma enorme paixão e dedicação por aquilo que fazia.

Cruzámo-nos muitas vezes no ar, conversámos muito sobre música, sobre a rádio e sobre a vida.

Tive o privilégio de conhecer e trabalhar com ele, o nome maior da rádio em Portugal, no activo e dono de uma forma única de fazer rádio.

O António Sérgio era assim, singular.

Recordo ainda com saudade o dia em que completou 55 anos.

O “Lobo” recebeu na sua toca, amigos e colegas de profissão que partilharam memórias e experiências ligadas ao Mestre.

Eu fui um deles e orgulho-me disso.

Foi um privilégio ter lá estado nessa noite.

Tenho essa emissão gravada, a qual ficará bem guardada na memória e em suporte digital.

Hoje perdi um colega e um bom amigo, como há muito poucos.

Muitas são as memórias que ficam e é impossível relatá-las todas aqui.

Fica também o meu agradecimento profundo ao António Sérgio, por tudo o que partilhou comigo.

Obrigado, Mestre!

Foste e serás sempre um ser enorme.

Até sempre.

E, como costumavas dizer…

“Take care”.

Eu acrescento: “Take care of us”.



As minhas condolências à Ana Cristina Ferrão e restante família.


Miguel Freitas

tsiwari disse...

.

moveis disse...

"When I die and they lay me to rest
Gonna go to the place that's the best...
Goin' up to the spirit in the sky"

Diogo Madureira disse...

Que merda! O António Sérgio era a voz perfeita para ouvir à noite. A noite com ele como companhia era mais bonita e mais alegre. Tinha uma voz incrível; foi a melhor voz de rádio que ouvi. E os programas dele eram sempre grandes, da hora do lobo ao Viriato 25.
Junto o meu aos muitos "muito obrigado" de portugueses anónimos. Foi realmente um privilégio ser contemporâneo desta voz.
Agora está no céu.
Um abraço e um enorme obrigado.

paula joyce disse...

Obrigada, António Sérgio.
Até sempre

Miguel Brito disse...

OBRIGADO!
NÃO TENHO MAIS PALAVRAS POIS JA ESTOU COM SAUDADE DE OUVIR A VOZ DO MESTRE.

R.I.P.

SENTIDOS PÊSAMES PARA A FAMÍLIA.

António Melo disse...

António Sérgio fazes parte do meu imaginário e sempre irás fazer. Não morreste, a tua voz, a tua marca, são perenes. Fazes parte do restrito núcleo de imortais. Continua a fazer ouvir a tua voz e o teu bom gosto únicos, onde quer que estejas!

Dead Cowboy disse...

Era fã do António Sérgio desde os tempos em que ele apresentou o Lança-Chamas na Rádio Energia aos Domingos à noite, e nunca deixei de me espantar com a sua energia e a sua paixão pela música, mesmo a mais "dificil" e menos comercial. Ajudou-me a moldar os gostos na altura em que comecei a defini-los, e talvez por isso procure sempre algo mais, algo desafiante, que não seja incolor, inodoro e inofensivo. Obrigado António Sérgio.

Rui Alexandre Mendes disse...

Obrigado!

Anónimo disse...

ao

xico disse...

obrigado por tudo antonio

Anónimo disse...

Obrigado António. Este útltimo SOS é para ti.

Anónimo disse...

OBRIGADO. ATÉ SEMPRE...

Anónimo disse...

Voz linda, música maravilhosa...
O António Sérgio, era parte de uma geração de Senhores da Rádio. Agora resta-nos, trabalhar muito para lhe fazer juz ao nome. Sempre a respeitar caro amigo, sempre a respeitar...
Os mais sinceros sentimentos à família, de certo muito orgulhosa pelo património que possui.
E não possuímos todos?
Obrigada Radar, obrigada António.

joy.division.pt disse...

Como para muitos hoje o que eu "sou" em termos musicais devo ao António Sergio (estava ainda agora a olhar para todos os Cd's que tenho e em quase todos eles se pode encontrar um "dedinho" do Antonio Sergio). Tudo começou quando Som da Frente se estreou das 4h às 6h e cada dia era como que uma explosão de sons novos cativantes e diferentes. Depois vieram as longas noites do Som da Frente, o reencontro na XFM (e uma catadupa de novas escobertas) e mais recentemente a Radar - mas sempre em todas elas podiamos estar seguroa que nada seria igual ao passado, havia sempre novidades para nos regalar.. e isso era o mais importante. Alguém disse que "os homens que lutam toda a vida são os imprescindíveis", este Senhor da Rádio era um deles - e já restam cada vez menos.

Um abraço para onde quer que tu estejas.
MAL

Tânia V. Figueiredo disse...

Não há palavras para descrever esta tristeza. António Sérgio foi realmente mestre. Mentor, professor, guru. Obrigada por tudo, Lobo. Deste-me (deste-nos) a conhecer o que de melhor guardo(guardamos) comigo (connosco): a boa música. Descansa em paz.

Tiago Marques disse...

Adeus António e um grande obrigado por todas as "tuas" músicas que tiveste a generosidade de partilhar comigo. A tua voz ficará para sempre gravada na minha memória como a voz da rádio. Palavras não chegam para a despedida de alguém como tu.

Obrigado lobo...

clara disse...

Estou absolutamente incrédula.
Era o vosso Mestre, e parte da alma da nossa Radar.
Foi inspirador para múltiplos radialistas e para nós, ouvintes, uma companhia única e insubstituível.
É com muita, muita pena que me despeço do António Sérgio.
Obrigada por tudo quanto nos deste.

Diogo Trindade disse...

Mestre António,
Abraço e um grande obrigado!
à família, colegas e amigos, respeitosos cumprimentos.
Ele, será eterno no grande éter e nas ondas da estereofonia.
You're the best.
DHt

António Dimas disse...

Desde os tempos do Rotações e mais tarde do Rolls Rock, talvez desconhecidos para as gerações mais recentes, o GRANDE António Sérgio e os seus programas foram sempre A referência e responsáveis por nos trazerem aquele som "diferente" que se fazia pelo mundo fora e que caso contrário nunca teriamos conhecido. Ainda incredulo vejo com muito pesar que ele parte, mas a sua memória fica. Para a sua famila e amigos chegados um abraço reconfortante e votos de sentidos pesames.
António Dimas

arvoregenerosa disse...

Não conheci pessoalmente António Sérgio, mas a sua vida e obra impressionaram-me. Ouvi e descobri o impacto de um universo de canções, a importâcia de uma voz, de um refrão e de um ritmo.
Grato por tudo.

Rui M Duarte disse...

Hoje é um dia triste.
Obrigado Lobo pela teu amor sublime à musica, que te fazia partilhar o teu conhecimento de uma forma tão generosa com os outros.
Obrigado à RADAR por ser de facto o último baluarte dos que resistem.

luzz disse...

António, tal como tu, rock and roll will never die - obrigada Mestre

Raquel disse...

Sentimo-nos todos órfãos hoje...
Obrigada António Sérgio.

Paulo Rebelo disse...

Ao Sérgio uma saudade de quem não parte, um uivo que até ao infinito aqui entre nós fica para sempre...

Á Radar um por favor para saber continuar a memória do Lobo...

Irmão Karamazov disse...

«O deus estranho deteve-se ao fundo da grande escadaria e escutou. Colmilhos Brancos parecia morto, tão imóvel estava, enquanto observava e esperava. Aquelas escadas conduziam aos aposentos do seu deus e aos de todos os entes que lhe eram queridos. Por isso o pêlo eriçou-se-lhe, mas ele esperou. O pé do deus estranho ergueu-se. Começava a subir»

Jack London in "Colmilhos Brancos"

AC:Teixeira disse...

Eu TU nós: todos abatidos. Obrigado por tudo que foi muito.

Anónimo disse...

Obrigado, António Sérgio.
Até sempre!

GAS

Fábio Cruz disse...

A hora do lobo mudou para sempre a minha maneira de ouvir e procurar musica. António Sergio viverás para sempre, a voz...

Canhoto Mendes disse...

As minhas noites na estrada, ficam vazias, sem o senhor das canções impossíveis

Joelito disse...

estou muito triste... muito triste...

Pipo disse...

Fogo.... SOS

Mr. S disse...

Ainda em choque... Até sempre eterno lobo

Anónimo disse...

Obrigado António.
Muito do que sou o devo ao António, pela companhia radiofonica das noites, pela descoberta das novas tendências da música. Indie, punk-rock, new-wave, electronica, metal... demasiados nomes. António Sérgio, diz tudo!
Obrigado António.
Filipe Ferreira

beliche disse...

john peel: o antónio sérgio inglês!

Anónimo disse...

:( o maior...

SATANUCHO disse...

choro (literalmente) a tua morte, vinte anos a ouvir-te e nunca me cansavas.
R.I.P

20tage disse...

Mais do que palavras, a melhor homenagem a um senhor «maior» da rádio nacional, é continuar a fazer boa rádio, tal como ele sempre fez.
A sua voz continuará a "uivar" pelo éter, apesar da sua (sempre) precoce partida.

ulistania disse...

Estamos todos irreparavelmente mais pobres.
: (

ulistania disse...

Estamos todos irreparavelmente mais pobres.
: (

Anónimo disse...

Obrigado António!

ulistania disse...

Estamos todos irreparavelmente mais pobres.
: (

AD disse...

A
S

A hora do lobo, Rolls Rock
Som dafrente, Viriato 25

A Vertigem
Sonora do Rock Final

Até
Sempre

António
Sérgio

C disse...

Obrigada Mestre, por cada minuto que passei consigo... e, desde o Som da Frente ao Viriato 25, foram muitos e muito bons.

Take care.

ff69tgr disse...

...Estou muito triste...
Perdi alguem muito importante na minha vida.
Ainda nao me capacitei de que nao o vou ouvir mais no Eter...
Estive a pensar,e Ele foi a pessoa que mais ouvi na minha vida,em mais de trinta anos de bom disciplo.
Tem um lugar no Ceu,e um perpetuo no meu coracao e no meu espirito.
Dei-lhe os parabens este ano,no dia do Seu aniversario,e uma das coisas que lhe disse foi que gostava de o conhecer antes de morrer.Ele riu-se.E eu cai em mim,e vi que podia ser mal interpretado.Disse-Lhe entao que eu tinha um modo de viver muito "on the edge",pouco certinho,e que me estava a referir a mim,nao a Ele.Este e um dos dias da minha vida que eu queria que nunca tivesse chegado.Nunca Te vou esquecer!!!
Take care,wherever you are...
E o Som esteja connosco...

Anónimo disse...

Eterno.
O Teu saber/sentir será perene.
Tantas tardes e noites na tua companhia bebendo um pouco do teu saber...
Tinha 11 anos e ouvi "o som".
Alberto

ff69tgr disse...

E foi-se numa data de Lua Cheia,para passarmos a ter mais um Anjo no Ceu,The Music Angel.
E o Seu uivo ecoara pelo Universo...
Here Cheltenham,U.K.
Frederico Pessoa

Anónimo disse...

um amigo que me acompanha desde 1982, saudades eternas

As Minhas Pedaladas disse...

Um forte abraço.
Que o sol e a lua o acompanhe.

Rhyme T. disse...

As (minhas) palavras serão sempre insignificantes quando comparadas com os (meus) sentimentos; um misto de profunda dor de alma, inconformismo e... vaidade. E porque não assumir a vaidade quando esta não assenta em trivialidades ou futilidades?

Sigo a 'missão' levada a cabo pelo António Sérgio desde os velhos e saudosos tempos do "Rolls Rock", passando pelo inesquecível "Som da Frente", "Lança-Chamas", "O Grande Delta" (na XFM; o projecto de radiodifusão nacional mais audaz de sempre), "A Hora do Lobo" e, recentemente, "Viriato 25". Considero-me um priveligiado. Repito; um priveligiado. Porque para além de escutar as suas escolhas durante muitos anos, tive essa experiência ímpar que foi a de conhecer o 'Mestre' pessoalmente no final dos anos 80 e ficar irremediavelmente ligado à forma (única) de fazer Rádio em Portugal.

Ele é, e será para sempre, uma referência incontornável para amigos, colegas, ex-colegas e uma imensa minoria de ouvintes. Porque o António Sérgio era um dedicado profissional que fazia rádio com a paixão que se 'ouvia' para lá das escolhas que divulgou ao serviço de uma imensa minoria... da qual eu orgulhosamente fiz parte.

Tenho vaidade, sim. Porquê? Porque conheci o 'Mestre' António Sérgio e acabo de ouvir a sua voz inigualável dizer: Radar. Meia-noite.

RacingLikeAPro disse...

Um exemplo...

Obrigado António!


Tanta música, tanta descoberta... Uma voz que fica para sempre!

Paulo disse...

Comecei a Ouvir o mestre no Som da frente e no lança-chamas, continuei a ouvi-lo na Xfm e depois na Best rock e quando ele passou para a comercial continuava a escuta-lo até à Radar. Quando fiz a hora do bolo nos estudios da Radar o Mestre entrou na "conversa" pelo seu despedimento da Comercial e no seria bom contrata-lo para a Radar, troquei estas palavras com o Pedro Moreira Dias, passada uma semana o Mestre era anuciado na Radar.
O António Sérgio Fez com que eu compra-se montes de música arruinando as minhas finanças mas não me arrependo de nenhuma desta música que ele passava na radio e que adquiri que de outro modo nunca ouviría dada a mediocridade da maioria das radios deste país.
Muito do que ouço se deve ás suas emissões.
António teve sempre uma atitude de procura e divulgação, além do novo também o velho, a herança do passado com os blues, country e retrospectivas que fazia periodicamente.
As horas nocturnas do éter ficaram mais vazias.

Farewell

Take care, stay out of trouble.

Maverick disse...

Muito difícil deixar um testemunho, como pública homenagem, a quem foi tão importante, diria mesmo determinante em muitas das minhas escolhas, na formação da minha personalidade. Desde o "Rotação" ao "Viriato 25" segui ao longo dos anos a voz e as escolhas do António Sérgio, passei horas em claro a beber as "novas tendências" por ele divulgadas, num tempo em que nem se sonhava com a net(tenho gravadas em cassete muitas músicas passadas por ex: n'"O Grande Delta", da XFM, que ouvia compulsivamente - e ainda oiço...).
Ficarás para sempre ligado à história da rádio em Portugal, pois marcaste indelevelmente, com o teu estilo e voz peculiar, "uma imensa minoria"? Onde quer que estejas, António, "que o som esteja sempre contigo"...

Doctor J disse...

A minha homenagem tambem ao homem que estava sempre à frente e que via mais longe do que qualquer outro lobo.

Joao Oliveira

vermelhinha disse...

Gostava muito de continuar a ouvir a sua voz nos separadores (pelo menos). Faz vibrar, faz sentir, tem vida.
Obrigada.
Um beijo.

filipe77c.silva disse...

Os meus sinceros sentimentos à família...
A única vez que vi o António foi no Restaurante Paris no P.Alto, após a refeição lembro-me de puxar por um cigarro (ainda era possível Fumar) a sua voz era única tb por causa desse vício... o meu pai, fumador, teve ontem um enfarte e está no hospital, teve mais sorte tem 60 anos, é uma geração, cansada, porreira, mas completamente irresponsável no que diz respeito à saúde. Acredito que nos acompanhará para sempre nas noites aos comandos e ao microfone de uma Rádio um pouco mais acima...

Hoje também choro pelo António e pelo meu pai

JackOnFire disse...

Sinto-me mais pobre e triste, fiquei estarrecido com a noticia, nunca tive o previlégio de te conhecer mas tenho a sensação que perdi um amigo!
As Rotações do Rolls Rock, o Lancha-Chamas do Som da Frente, o Grande Delta da Hora do Lobo para terminar no Viriato 25, tudo pinceladas que enchem a minha alma!
Obrigado por tudo e já estou cheio de Saudade - brindemos á tua ETERNIDADE.........
Ao som do Joy Division - Transmission - Descansa na Tua Paz

Pedro Albuquerque disse...

Chegou a HORA DO LOBO. Obrigado António, pelos sonhos que me trouxeste em forma de música, pela tua voz que tentava imitar quando falava de ti, pelo que aprendi contigo, pelo teu apurado gosto musical, e pela companhia - muitas vezes a única - de tantas noites. Ficou um silêncio insuportável em frente ao microfone da rádio.

Vazio disse...

O segredo perdeu-se no vazio.
Salva-te. Salvem-nos.

No fim.
No final.
No finalmente sós
SÓS

SOS Radar.
SOS Rada.
SOS Rad.
SOS Ra.
SOS R.
SOS.
SO.
S.
.

dj duck disse...

Mestre,
Obrigada!Graças a Ti fomos todos mais Felizes!
Abraço
dj duck

dj duck disse...

Mestre,
Obrigada!Graças a Ti fomos todos mais Felizes!
Abraço
dj duck

dj duck disse...

Mestre,
Obrigada!Graças a Ti fomos todos mais Felizes!
Abraço
dj duck

Caçador disse...

Aprendi a ouvir música com o António Sérgio, a distinguir a música com ele, o trigo da treta. Desde o Som da Frente até ao Viriato que ouvi quase todas as noites.
É estranho mas parece que perdi um amigo ou mesmo um familiar... Hoje mesmo à meia-noite ouvi-o a dar as horas "Radar, meia-noite" e fez-me... sei lá, um nó... vocês sabem. Porra.

SOS

Hbi disse...

Fez-me companhia muitas vezes. Nunca o esquecerei!
Um grande abraço à família RADAR!

Pedro C. disse...

António,
Que boas memórias da minha adolescência quando ficava acordado até tarde para ouvir o Som da Frente... Depois,com o Grande Delta, vieram as manhãs e ainda as tardes da XFM. Consigo continuei à descoberta...
A sua voz ficará registrada para sempre no éter.
Muito Obrigado e Até Sempre.

asperezas disse...

Ainda há 15 dias "falámos" online sobre o Viriato 25.

Estava a viajar quando soube da sua partida.

Fiquei completamente abalado.

Há uma certeza: a qualidade da rádio em Portugal deve muitíssimo a este Senhor.

Anónimo disse...

Sem a Voz que acompanhei por tantos anos a rádio já não faz sentido.....

Sérgio Silva disse...

Tão cedo..cedo demais...
Take Care...

adriana.lico disse...

foi com muita pena minha que soube da sua partida nas notícias.
vim aqui apenas deixar um pequeno até já.
continuarei a ouvi-lo.

Paulo Alves disse...

Obrigado. Vais fazer-me falta.

Mig disse...

Não desistam!
Que sejamos todos merecedores do seu trabalho. Compete-nos não perdermos a sua Visão, postura perante a Vida e conhecimentos.

Sentidos pêsames á sua familia e amigos.

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 391   Mais recente› Mais recente»